Avançar para o conteúdo

As Melhores Universidades da Alemanha

Listado de las mejores universidades de Alemania.

Existem centenas de universidades na Alemanha que têm programas de ensino gratuitos ou de muito baixo custo para estudantes internacionais. Quer queira estudar engenharia, medicina, arquitectura ou negócios, a Alemanha é o lugar a ser.

A combinação de uma educação de alta qualidade com uma experiência cultural única a viver na Alemanha é a principal razão pela qual os jovens de todo o mundo escolhem universidades na Alemanha.

Neste artigo vamos falar-vos sobre as melhores universidades alemãs e as suas principais características

1- Universidade de Tecnologia de Munique

La universidad Técnica de Munich está considerada una de las mejores de Alemania.

A Universidade Técnica de Munique (TUM ou TU Munique) (alemão: Technische Universität München) é uma universidade pública de investigação localizada em Munique, com campus adicionais em Garching, Freising, Heilbronn, Straubing e Singapura

É uma universidade técnica especializada em engenharia, tecnologia, medicina e ciências aplicadas e naturais, organizada em 11 escolas e departamentos, e apoiada por numerosos centros de investigação.

A TUM é uma Universidade de Excelência no âmbito da Iniciativa de Excelência Universitária Alemã, e está constantemente classificada entre as melhores universidades da União Europeia. Os seus investigadores e ex-alunos incluem 16 laureados com o Nobel e 23 laureados com o Leibniz.

2- Ludwig Maximilian University of Munich

Univerdiad Ludwig Maximiliam, una de las mejores de toda Alemania.

A Ludwig Maximilian University Munich (também conhecida como LMU ou Universidade de Munique; em alemão: Ludwig-Maximilians-Universität München) é uma universidade pública de investigação localizada em Munique, Alemanha.

Fundada originalmente em Ingolstadt em 1472 pelo Duque Ludwig IX da Baviera-Landshut, a universidade foi transferida em 1800 para Landshut pelo Rei Maximiliano I da Baviera quando Ingolstadt foi ameaçada pelos franceses, antes de ser transferida para a sua localização actual em Munique em 1826 pelo Rei Ludwig I da Baviera. Em 1802, o Rei Maximiliano I da Baviera deu à universidade o nome oficial Ludwig-Maximilians-Universität em sua honra e em honra do fundador original da universidade.

Está associado a 43 laureados com o Prémio Nobel (até Outubro de 2020). Entre eles estão Wilhelm Röntgen, Max Planck, Werner Heisenberg, Otto Hahn e Thomas Mann. O Papa Bento XVI foi também estudante e professor na universidade

Entre os ex-alunos, professores e investigadores notáveis contam-se, entre outros, Rudolf Peierls, Josef Mengele, Richard Strauss, Walter Benjamin, Joseph Campbell, Muhammad Iqbal, Marie Stopes, Wolfgang Pauli, Bertolt Brecht, Max Horkheimer, Karl Loewenstein, Carl Schmitt, Gustav Radbruch, Ernst Cassirer, Ernst Bloch e Konrad Adenauer.

LMU recebeu recentemente o título de “Universidade de Excelência” no âmbito da Iniciativa de Excelência Universitária Alemã. LMU é membro da U15, bem como da LERU. Em comparação internacional, LMU está no topo das classificações e goza de uma elevada reputação académica.

É actualmente a segunda maior universidade da Alemanha em termos de população estudantil; no semestre de Inverno de 2018/2019, a universidade tinha um total de 51.606 estudantes matriculados. Destes, 9.424 eram estudantes do primeiro ano, enquanto que os estudantes internacionais totalizavam 8.875, ou seja, aproximadamente 17% da população estudantil

Em termos do orçamento operacional, a universidade regista em 2018 um financiamento total de 734,9 milhões de euros sem o hospital universitário; com o hospital universitário, a universidade tem um financiamento total de aproximadamente 1,94 mil milhões de euros.

3- Universidade Ruprecht Karl de Heidelberg

La Universidad de Heidelberg está en la lista de las mejores de Alemania.

Universidade de Heidelberg, oficialmente a Universidade Ruprecht Karl de Heidelberg, (alemão: Ruprecht-Karls-Universität Heidelberg; latim: Universitas Ruperto Carola Heidelbergensis) é uma universidade pública de investigação em Heidelberg, Baden-Württemberg, Alemanha

Fundada em 1386 por ordem do Papa Urbano VI, Heidelberg é a universidade mais antiga da Alemanha e uma das mais antigas do mundo. Foi a terceira universidade estabelecida no Sacro Império Romano.

Desde 1899, Heidelberg tem sido uma instituição coeducativa. A universidade é composta por doze faculdades e oferece programas de graduação, pós-graduação e pós-doutoramento em cerca de 100 disciplinas. Heidelberg tem três campi principais: as humanidades estão localizadas principalmente na cidade velha de Heidelberg, as ciências naturais e medicina no distrito de Neuenheimer Feld, e as ciências sociais no subúrbio de Bergheim. A língua de instrução é normalmente o alemão, embora um número considerável de pós-graduações seja oferecido em inglês e algumas em francês.

Desde 2021, 57 laureados com o Prémio Nobel foram afiliados à cidade de Heidelberg e 33 à própria universidade. Psiquiatria científica moderna, psicofarmacologia, genética psiquiátrica, física ambiental, e sociologia moderna foram introduzidas como disciplinas científicas por professores de Heidelberg

Cerca de 1.000 doutoramentos são concluídos todos os anos, e mais de um terço dos doutorandos vêm do estrangeiro. Os estudantes internacionais de cerca de 130 países representam mais de 20% de todo o corpo estudantil.

Heidelberg é uma universidade alemã de excelência, membro da U15, bem como membro fundador da Liga das Universidades Europeias de Investigação e do Grupo Coimbra. Entre os ex-alunos mais proeminentes da universidade encontram-se onze chefes de estado ou chefes de governo nacionais e estrangeiros. Na comparação internacional, a Universidade de Heidelberg está no topo das classificações e goza de uma elevada reputação académica.

4- Universidade de Humboldt Berlim

La universidad de Humboldt figura en el top 10 universidades alemanas.

Humboldt University Berlin (alemão: Humboldt-Universität zu Berlin, abreviado HU Berlin) é uma universidade pública de investigação localizada no distrito central de Mitte, Berlim, Alemanha

Foi fundada por Frederick William III por iniciativa de Wilhelm von Humboldt, Johann Gottlieb Fichte e Friedrich Ernst Daniel Schleiermacher como Universidade de Berlim (Universität zu Berlin) em 1809, e inaugurada em 1810[6], tornando-a a mais antiga das quatro universidades de Berlim

Desde 1828 até ao seu encerramento em 1945, foi denominada Universidade Friedrich Wilhelm (alemão: Friedrich-Wilhelms-Universität). Durante a Guerra Fria, a universidade estava localizada em Berlim Oriental e foi dividida de facto em duas quando a Universidade Livre de Berlim foi aberta em Berlim Ocidental. A universidade recebeu o seu nome actual em honra de Alexander e Wilhelm von Humboldtem 1949.

A universidade está dividida em nove faculdades, incluindo a faculdade de medicina que partilha com a Universidade Livre de Berlim, tem uma matrícula de cerca de 32.000 estudantes e oferece programas de graduação em cerca de 189 disciplinas, desde o nível de graduação até ao de pós-graduação

É conhecida mundialmente como pioneira do modelo Humboldtiano de ensino superior, o que influenciou grandemente outras universidades europeias e ocidentais.

Durante o século XIX e início do século XX foi considerada a universidade mais importante do mundo nas ciências naturais, uma vez que os seus professores, como Albert Einstein, fizeram importantes avanços na física e outras ciências

Entre os professores e ex-alunos mais proeminentes da universidade encontram-se 57 laureados com o Prémio Nobel (o mais importante de qualquer universidade alemã), bem como eminentes filósofos, sociólogos, artistas, advogados, políticos, matemáticos, cientistas e chefes de estado; entre eles estão Albert Einstein, Karl Marx, Friedrich Engels, Otto von Bismarck, W. E. B. Du Bois, Angela Davis, Arthur Schopenhauer, Georg Wilhelm Friedrich Hegel, Walter Benjamin, Max Weber, Georg Simmel, Karl Liebknecht, Ernst Cassirer, Heinrich Heine, Eduard Fraenkel, Max Planck e os irmãos Grimm.

A Universidade Humboldt de Berlim, uma das mais prestigiadas instituições de ensino superior da Alemanha, recebeu o título de “Universidade de Excelência” no âmbito da Iniciativa de Excelência Universitária Alemã.

5- Universidade Livre de Berlim

Universidad Libre de Berlín, una de las mejores universidades de Alemania.

A Universidade Livre de Berlim (alemã: Freie Universität Berlin, muitas vezes abreviada como FU Berlin ou simplesmente FU) é uma universidade pública de investigação em Berlim, Alemanha. É uma das onze universidades de investigação de elite alemãs que fazem parte da Iniciativa de Excelência Universitária Alemã e está consistentemente classificada entre as dez melhores universidades da Alemanha em geral, com particular força nas ciências políticas e nas humanidades. É reconhecida como uma universidade líder nos rankings internacionais das universidades.

A Universidade Livre foi fundada em Berlim Ocidental em 1948 com o apoio dos Estados Unidos durante o período do início da Guerra Fria como uma continuação de facto ocidental da Universidade Frederick William, ou Universidade de Berlim, que se encontrava em Berlim Oriental e enfrentava uma forte repressão comunista; o seu nome refere-se ao estatuto de Berlim Ocidental como parte do Mundo Livre Ocidental, em contraste com a universidade controlada pelo comunismo em Berlim Oriental.

Em 2008, num esforço conjunto, a Universidade Livre de Berlim, juntamente com a Hertie School of Government, e o Centro de Investigação de Ciências Sociais WZB Berlim, criaram a Escola de Pós-Graduação em Estudos Transnacionais de Berlim.

6- Instituto de Tecnologia de Karlsruhe

Instituto Tecnológico de Karlsruhe, en Alemania.

O Instituto de Tecnologia de Karlsruhe (KIT; alemão: Karlsruher Institut für Technologie) é uma universidade pública de investigação no estado alemão de Baden-Württemberg e um centro nacional de investigação na Associação Helmholtz que é uma das maiores instituições educacionais e a maior instituição de investigação por financiamento na Alemanha.

O KIT foi estabelecido em 2009 quando a Universidade de Karlsruhe (Universität Karlsruhe), fundada em 1825 como universidade pública de investigação e também conhecida como“Friderican“, se fundiu com o Centro de Investigação de Karlsruhe (Forschungszentrum Karlsruhe), que tinha sido originalmente estabelecido em 1956 como o centro nacional de investigação nuclear (Kernforschungszentrum Karlsruhe, ou KfK).

É membro do TU9, uma sociedade incorporada dos maiores e mais notáveis institutos tecnológicos alemães. Como parte da Iniciativa de Excelência Universitária Alemã, o KIT foi uma das três universidades a receber o estatuto de excelência em 2006.[8] Na seguinte“Estratégia de Excelência Alemã“, foi premiada como uma das onze “Universidades de Excelência” em 2019.

Encontra-se entre as principais universidades técnicas da Alemanha e da Europa e estabeleceu a primeira faculdade alemã de informática em 1972. De acordo com diferentes classificações bibliométricas, o KIT é a universidade alemã com a mais forte investigação em engenharia e ciências naturais.

Na parte universitária do KIT de hoje, a engenharia mecânica de base científica foi fundada em meados do século XIX sob a liderança de Ferdinand Redtenbacher, o que influenciou a fundação de outras universidades técnicas, tais como a ETH Zurique em 1855. A 2 de Agosto de 1984, a Universidade de Karlsruhe recebeu o primeiro correio electrónico alemão da história.

A partir de 2018, seis laureados com o Prémio Nobel estão filiados no KIT. O Instituto de Tecnologia de Karlsruhe é conhecido por muitos inventores e empresários que aí estudaram ou ensinaram, tais como Heinrich Hertz, Karl Friedrich Benz e os fundadores do SAP SE.

7- RWTH Universidade de Aachen

Universidad de Aquisgrán, la mayor universidad técnica de Alemania.

RWTH Aachen University (alemão: Rheinisch-Westfälische Technische Hochschule Aachen) é uma universidade pública de investigação alemã localizada em Aachen, Renânia do Norte-Vestefália, Alemanha

Com mais de 47.000 estudantes inscritos em 144 programas de estudo, é a maior universidade técnica da Alemanha. Em 2018, a universidade foi classificada em 31º lugar no ranking mundial das universidades na área da engenharia e tecnologia, e em 36º lugar a nível mundial na categoria das ciências naturais.

Em 2019, o RWTH Aachen foi o primeiro classificado nas finais da terceira estratégia federal e estadual de excelência. A universidade será financiada como uma universidade de excelência durante os próximos sete anos. RWTH Aachen já fazia parte da iniciativa de excelência federal e estadual em 2007 e 2012.

Desde 2007, a RWTH Aachen tem sido continuamente financiada pelo DFG e pelo Conselho Alemão para a Ciência e Humanidades como uma das onze (anteriormente nove) universidades alemãs de excelência para o seu futuro conceito RWTH 2020: Meeting Global Challenges and the follow-up conceptA Universidade Integrada Interdisciplinar de Ciência e Tecnologia: Conhecimento, Impacto, Redes, recebendo também bolsas para escolas de pós-graduação associadas e clusters de excelência

A universidade é regularmente responsável pelo maior montante de financiamento de terceiros entre todas as universidades alemãs, classificando-se em primeiro lugar por membro do corpo docente e em segundo lugar no inquérito mais recente de 2018.

RWTH Aachen é um membro fundador da IDEA League, uma aliança estratégica de cinco universidades tecnológicas europeias líderes, bem como a sua homóloga alemã TU9. É também membro da rede da DFG e dos Top Industrial Managers for Europe.

8- Universidade Técnica de Berlim

La Universidad Técnica de Berlín cuenta con una de las mayores proporciones de estudiantes internacionales en Alemania.

A Universidade Técnica de Berlim (nome oficial em inglês e alemão: Technische Universität Berlin, também conhecida como TU Berlin e Instituto de Tecnologia de Berlim) é uma universidade pública de investigação situada em Berlim, Alemanha. Foi a primeira universidade alemã a adoptar o nome“Technische Universität” (Universidade Técnica).

A lista de ex-alunos e professores da universidade inclui vários membros das Academias Nacionais dos Estados Unidos, dois laureados com a Medalha Nacional da Ciência e dez laureados com o Prémio Nobel.

A Universidade Técnica de Berlim é membro da TU9, uma sociedade dos maiores e mais notáveis institutos alemães de tecnologia, e da rede Top International Managers in Engineering, o que permite o intercâmbio de estudantes entre as principais escolas de engenharia.

É membro da Conferência das Escolas Europeias de Ensino Superior de Engenharia e Investigação

A TU Berlim alberga dois centros de inovação designados pelo Instituto Europeu de Inovação e Tecnologia. O Ministério Federal da Economia e Energia descreveu a universidade como “a universidade empresarial” (“Die Gründerhochschule”).

É notável por ter sido o primeiro a oferecer uma licenciatura em Engenharia e Gestão Industrial (Wirtschaftsingenieurwesen). Concebeu o diploma em resposta a pedidos de industriais para licenciados com formação técnica e de gestão para gerir uma empresa. Foi oferecido pela primeira vez no período de Inverno de 1926/27 e é um dos programas mais antigos do seu género.

TU Berlim tem uma das proporções mais elevadas de estudantes internacionais na Alemanha, quase 27% em 2019.

Além disso, faz parte da Aliança Universitária de Berlim, recebeu o título de“Universidade de Excelência” sob e recebe financiamento da Iniciativa de Excelência Universitária Alemã.

9-TechnischeUniversität Dresden

La Universidad TU Dresden está en la lista de las mejores universidades de toda Alemania.

TU Dresden (para alemão: Technische Universität Dresden, abreviado como TUD e muitas vezes mal traduzido como “Technische Universität Dresden”) é uma universidade pública de investigação, o maior instituto de ensino superior da cidade de Dresden, a maior universidade da Saxónia e uma das 10 maiores universidades da Alemanha com 32.389 estudantes em 2018.

O nome Technische Universität Dresden só é utilizado desde 1961; a história da universidade, no entanto, remonta a quase 200 anos atrás, até 1828. Isto torna-a uma das mais antigas faculdades de tecnologia da Alemanha, e uma das mais antigas universidades do país, que em alemão se refere hoje aos institutos de ensino superior que cobrem todo o currículo

É membro do TU9, um consórcio dos nove principais institutos alemães de tecnologia. A universidade é uma das onze universidades alemãs que foram bem sucedidas na Iniciativa de Excelência em 2012, ganhando assim o título de“Universidade de Excelência”. Foi bem sucedida nas três rondas da Iniciativa de Excelência das Universidades Alemãs (Future Concept, Graduate Schools, Clusters of Excellence).

10- Eberhard Karl Universidade de Tübingen

La Universidad de Tubinga figura entre las 11 universidades de Excelencia en Alemania.

A Universidade de Tübingen, oficialmente Universidade Eberhard Karl Tübingen (alemão: EberhardKarls Universität Tübingen; latim: Universitas Eberhardina Carolina), é uma universidade pública de investigação localizada na cidade de Tübingen, Baden-Württemberg, Alemanha.

É uma das onze universidades alemãs de excelência. A Universidade de Tübingen é especialmente conhecida como centro de estudos de biologia vegetal, medicina, direito, arqueologia, culturas antigas, filosofia, teologia e estudos religiosos, bem como, mais recentemente, como um centro de excelência para a inteligência artificial

Entre os ex-alunos notáveis da universidade contam-se presidentes, comissários da UE e juízes do Tribunal Constitucional Federal. A universidade está associada a onze laureados com o Prémio Nobel, especialmente nos campos da medicina e da química.

Se está a pensar em estudar no estrangeiro ou se está apenas curioso sobre as melhores universidades do mundo, aqui estão algumas listas das melhores universidades de diferentes países:

nv-author-image

Antonio B

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *